sábado, 2 de abril de 2011

O Poder da Água

Quando aprendemos o que é água nas aulas de ciência sempre ouvimos, incolor, inodora. Essa descrição do elemento água nos passa a impressão de um elemento neutro, sem propriedades nenhuma, um nada. Na verdade a água tem muito mais poder do que podemos imaginar.
Masuro Emoto, um estudioso japonês, mostrou que a água reage de acordo ao ambiente e as influências recebidas, modificando as próprias moléculas. Isso prova que as vibrações são capazes de influenciar a água, alterando-a para o bem ou para o mal a propriedade de um determinado elemento.
Emoto descobriu muitas diferenças fascinantes nas estruturas cristalinas da água. Por exemplo, as águas de nascentes e fontes nas montanhas mostram os lindos desenhos geométricos, assim como as águas expostas à música clássica.
Ao contrário, a água poluída e tóxica de áreas industriais e muito populosas, assim como água exposta ao heavy metal apresentão as moléculas definitivamente distorcidas e formadas sem ordem.
Você imagina como devem ser lindas as moléculas da água benta da igreja, ou da água energizada do Dr. Bezerra? Agora imagina como devem ser deformadas as moléculas de água que bebemos no jantar depois de uma discussão de família.
Pessoal, vejam como são poderosas as nossas vibrações. Se podemos influenciar a composição da água, podemos influenciar diretamente no ser humano,  que é formado aproximadamente 75%. É o nosso poder de cura, de transformação.
Sei que às vezes pode parecer repetitivo, mas, mais uma vez, estamos vendo a importância de ter pensamentos positivos, de pensar e agir para o bem. Vamos influenciar o mundo com boas vibrações, vamos ajudá-lo a ser composto de lindas moléculas, de cristais maravilhosos.
Então fica a minha dica para vocês, façam a Água Energizada do Dr. Bezerra de Menezes.
Água Energizada do Dr. Bezerra de Menezes
Ingredientes
- 1 garrafinha de água de 500 ml ou um copo com água

Como Fazer
1. Todas as segundas, quartas e sextas-feiras, coloque um copo com água sobre a cabeceira da cama ou lugar próximo. Antes de dormir, faça o seguinte pedido, com muita fé:
“Que a corrente médica do Dr. Bezerra de Menezes coloque nessa água o remédio necessário para o equilíbrio do meu corpo e da minha alma”.
2. Na manhã seguinte, tome três goles dessa água sem colocar os pés no chão. O restante, passe no local onde estiver com problema (perna, braço, cabeça).
Beijos,
Márcia Fernandes.
Posted in Lidando com o Invisível por Márcia Fernandes. 16 Comentários

Equilibrando os chakras

Com a correria do dia-a-dia mal temos tempo de cuidar da saúde, seja ela física ou espiritual. Mas, como uma depende da outra, que tal gastarmos três minutinhos, apenas três, para equilibrar os nossos chakras?
Quando os mesmos funcionam bem, a energia flui livremente, proporcionando equilíbrio à mente, ao corpo e ao espírito, trazendo harmonia completa.
Cada chakra irradia a energia da cor que lhe corresponde. Então que tal diariamente meditarmos assim:
BLOG_CHAKRAS
  1. Centro da Base (Muladhara) – Energia básica: “Eu tenho.” – Pense na cor vermelho sente sobre o bumbum e diga: LaumLaum LaumLaum……
  2. Centro do Sacro (Svadhistana) – Energia básica: “Eu sinto/quero.” – pense na cor laranja e repita: MaMaMaMa….
  3. Centro do Plexo Solar (Manipura) – Energia básica: “Eu posso.” – pense na cor amarela e repita: LavLavLavLav…
  4. Centro do Coração (Anahata) – Energia básica: “Eu amo.” – pense na cor verde e repita: WianWianWianWian…
  5. Centro da Garganta (Visuddha) – Energia básica: “Eu falo.” – pense na cor azul e repita: RaumRaumRaumRaum…
  6. Índigo: Centro da Testa (Ajno) – Energia básica: “Eu vejo.” - pense na cor lilás e repita: LowLowLowLow…
  7. Centro da Coroa (Sahasrara) – Energia básica: “Eu sei.” – pense no arco-íris e fique em silêncio.
Fazer diariamente por apenas 3 minutos.
Espero que tenham gostado.
Beijos,
Márcia Fernandes.
Posted in Lidando com o Invisível por Márcia Fernandes. 4 Comentários

Sintonia vibratória

Muitas vezes quando vamos a algum lugar ou encontramos determinadas pessoas, sentimos uma mudança em nosso estado de espírito. Algumas vezes nos sentindo mais alegres, outras mais tristes. É quando costumamos falar “nossa que energia boa” ou então “nossa que energia pesada”.
Acontece que isso não é apenas uma sensação, é reflexo da influência que estamos sofrendo. Nós, tanto os vivos quanto os desencarnados, somos como antenas com capacidade de emissão e recepção de energias, que nada mais são do que ondas magnéticas.
Dessa forma basta que estejamos sintonizados para que se crie um fluxo de pensamento ou sentimento entre as partes. A sintonia vibratória, também conhecida como afinidade, permite que forças afins se atraiam e forças contrárias se repilam.
Ou seja, atraímos aqueles que possuem o mesmo padrão vibratório que o nosso. Por isso, quando nos sentimos bem ou mal, parte da responsabilidade é nossa. Obtemos as companhias espirituais que o nosso comportamento, sentimento e pensamento atraem.
Infelizmente a influência, especialmente entre encarnados e desencarnados, ocorre de maneira sutil, e esse é o motivo pelo qual muitas vezes não a notamos. Muitas vezes um sentimento, atitude, desejo, pode parecer nosso, por estarmos na mesma sintonia do espírito que o têm.
Podemos observar isso em pessoas depressivas, viciadas, revoltadas. Devido ao princípio da afinidade, estabelece-se uma conexão entre encarnados e desencarnados quando ambos estão emitindo energias negativas, quando estão em um baixo padrão vibratório.
Mas o contrário também ocorre, quando estamos bem, felizes e com pensamentos alegres, recebemos vibrações boas. Nesse caso a sintonia  pode até mesmo elevar o padrão vibratório, nos ajudando a evoluir o lado espiritual.
Esse fenômeno também explica a mediunidade, que nada mais é do que a troca de energia, a sintonia estabelecida entre o médium e seu guia. É claro que neste caso a influência do espírito é mais intensa, e por isso merecedora de atenção e estudo.
Então já está mais do que na hora de aprendermos a elevar o nosso pensamento, a nossa mente, o nosso sentimento e o nosso coração. Fazer o bem, buscar a paz espiritual, pregar o amor, é o caminho para a proteção e a evolução espiritual.
Esteja sempre bem.
Beijos,
Márcia Fernandes.
Posted in Lidando com o Invisível Sem categoria por Márcia Fernandes. 9 Comentários

O vaso das sete ervas

As plantas estão sempre presentes no nosso dia-a-dia, nos fornecendo alimento, perfumes, cosméticos e medicamentos. Além disso, decoram de maneira natural do planeta, e alegram a nossa vida quando usadas como demonstrações de carinho e de afeto.
Os alquimistas sempre cultivaram as flores, as plantas e as ervas. Desde a antiguidade eles as manipulam com a intenção de adquirir todas as energias benéficas presentes em sua aura. Dessa forma eles se fortaleciam e tinham o poder de fortalecer ao outro.
Isso acontece porque as plantas, assim como nós, possuem aura, que variam de acordo com a sua espécie. Dessa forma a energia que cada planta irradia ou atrai varia e com ela as suas propriedades. O importante é saber como e quando usar cada uma.
Os rituais das culturas espiritualistas, como os banhos e a defumação, usam as ervas como princípio. No entanto, existe uma maneira muito simples de você obter proteção e harmonia por meio delas. Sabe aquele famoso vaso com as sete ervas? Pois é, ele é muito poderoso e traz bem estar ao ambiente.
FOTO_COLUNA 22-06-2010
O vaso deve ser composto pelas seguintes ervas:
- Manjericão
- Alecrim
- Espada de São Jorge
Essas três ervas harmonizam o ambiente. A espada simboliza a proteção e a força de São Jorge. O manjericão traz alegria e amor. E o alecrim nos aproxima do sagrado.
- Arruda
- Guiné
- Pimenta
- Comigo-ninguém-pode
Já essas quatro têm energias quentes, limpam o local de fluidos negativos, espantam as energias “vermelhas” do ódio e da inveja. A aura da arruda, por ser vermelha, atrai para ela esta energia, por isso ela morre e seca. O mesmo ocorre com a pimenteira. A comigo-ninguém-pode, além dessas energias, consegue quebrar também magia e feitiços. Já a guiné puxa as vibrações negativas das outras plantas e as transmuta em paz.
Então, que tal ter um vasinho deste em casa? Tenho certeza que as energias do seu lar fluíram muito melhor.
Beijos e até amanhã,
Márcia Fernandes.
Posted in Plantas e ervas... por Márcia Fernandes. 15 Comentários

Manhã Maior – O Poder das Frutas (23/06/10)

Pessoal, o programa hoje foi ótimo, mas quem não teve tempo de assiistir pode rever aqui:


Beijos,
Márcia Fernandes.
Posted in Manhã Maior por Márcia Fernandes. 11 Comentários

Viva São Pedro

Dia 29 de junho é festejado São Pedro, o Fundador da Igreja Católica. Ainda que nem todos conheçam, o Apóstolo de Jesus tem uma história pessoal cativante. Apesar de ser um pescador de origem muito humilde a sua dedicação ao cristianismo o tornou o primeiro Papa.
Conta a tradição católica, que após seu falecimento, São Pedro se tornou o chaveiro do Céu. Ou seja, é ele quem decide quem entra ou não no paraíso. O Santo também é conhecido por fazer a justiça na terra, por proteger as viúvas e os pescadores.
No dia de São Pedro, aqueles que levam o seu nome devem acender fogueiras na porta de casa. Em todo o país são feitas procissões em sua homenagem.  Milhares de festas com fogueira e pau de sebo alegram as nossas vidas.
BLOG_BANDEIRINHAS FESTA JUNINA
São Pedro é um Santo poderoso, capaz de abrir os nossos caminhos, seja para o paraíso, seja para aquilo que almejamos. Então que tal homenageá-lo também?
Simpatia a São Pedro
- 12 pinhões
- Coco ralado
- 12 velas de São Pedro
- 1 gamela (tigela de madeira de gamela)
Cozinhe os pinhões e faça com eles 12 bolinhos. Salpique as bolas com o coco ralado e coloque-as em uma gamela.  Acenda as 12 velas. (fazer na natureza)
Quando fazer:
Em uma quarta-feira
Banho de São Pedro
Se você foi a um cemitério, está carregado, sente a sua energia sugada, tome o Banho de São Pedro, ele irá te recompor.
- Sal grosso azul
- 12 pinhões
- água
Cozinhe os pinhões em 2 litros de água, separe a água. Coma os pinhões. Dissolva o sal grosso azul em 2 litros de água. Após o banho higiênico, jogue a água com sal azul do pescoço para baixo, e em seguida repita o procedimento com a água dos pinhões.
Quando fazer:
Toda segunda-feira.
Beijos,
Márcia Fernandes.
Posted in Santos por Márcia Fernandes. 2 Comentários

Brasil X Costa do Marfim

Domingo, 20 de junho de 2010 ás 15h30 da tarde, o Brasil pára em frente à tela. São praticamente 192 milhões de brasileiros em campo com a seleção. E eu, claro, estou entre eles, torcendo, sofrendo e vibrando pelo Hexa. E quanta emoção esse mês de competições trará para todos nós.
A Copa do Mundo, muito mais do que uma competição de futebol, é um evento de União, unindo pessoas e nações. E como é belo ver essa união, ver as pessoas emocionadas com o hino, com a vitória ou com a derrota, não é mesmo?
Acontece que na partida contra a Costa do Marfim, foi possível ver alguns outros sentimentos, não tão belos, mas igualmente fortes. Raiva, revolta, inconformidade. Quantos de nós não gritamos com aquelas faltas? Quantos de nós não acordamos pensando na expulsão do Kaká?
É claro que eu acabo observando o jogo não apenas como torcedora, mas como sensitiva e espiritualista. Por isso no meu ponto de vista o Kaká é mais do que o melhor jogador do mundo, ele é MIL.
Uma vez fiz o perfil dele para uma televisão. Sabe aquele que nunca envelhece? Que é todo correto, do bem e sem ódio? Pois ele é abençoado por Jesus Menino, que na cultura afro quer dizer Oxaguiã. Esse é o Kaká.
Mas aí, em um verdadeiro duelo de Deuses, a seleção canarinho dá de cara com a força da Costa do Marfim. Aqueles belos negros africanos abençoados pelo orixá Exu são comandantes, bravos, guerreiros, Deuses da disputa e das forças da terra. E como filhos dele, são capazes de fazer o errado virar certo e o certo virar errado.
E foi assim durante praticamente 90 minutos, o juiz não foi capaz de apitar corretamente. Kaká não agüentou a pressão, no bom sentido, o que resultou na sua expulsão. Ou seja, quando o nosso meia-atacante saiu, levou consigo toda a energia dessa briga, neutralizando toda a nossa seleção.

Eu afirmo: Kaká, você ganhou mais uma fã, EU!
Vamos em frente, Brasil!!!
Beijos,
Márcia Fernandes.
Posted in Atualidades por Márcia Fernandes. 3 Comentários

Anjo da Liberdade

Há um ano, mais precisamente no dia 20 de junho de 2009, Neda Agha Soltan foi morta. Uma jovem iraniana de 27 anos de idade mobilizou o mundo ao ser cruelmente executada com um tiro no peito por protestar pela justiça.
A jovem Neda Agha-Solta, assassinada em 20/06/2009
A jovem Neda Agha-Solta, assassinada em 20/06/2009
Neda era a única mulher entre os 3 filhos de um funcionário público com uma dona de casa. Sua família residia em um prédio próximo ao Terãa, onde ela estudou filosofia.
A jovem trabalhava em uma agência de viagens e estudava linguas, pois queria ser guia turística. Amava viajar, visitou Dubai, Tailândia e a Turquia. Nessa última viagem, meses antes da sua morte, ela havia conhecido seu noivo.
Apesar de não manter muito interesse político, a iraniana não havia se conformado com os resultados da eleições de 2009 no Irã. Então junto à milhares de pessoas saiu de casa para exigir a recontagem dos votos. Para exigir a democracia.
Neda se dirigia de carro a manifestação. Como estava muito quente e o ar apresentava problemas, ela decidiu seguir a pé. Ela observava à distância o protesto, quando foi alvejada por um militar do governo. Um médico tentou socorrê-la imediatamente e um cinegrafista gravou a cena que horrorizou o mundo.
Ela era uma dessas jovens brilhantes, inteligentes e interessadas. Estudava violino, canto e iria começar as aulas de piano. Mas a vida foi cruel, ou melhor, o homem foi cruel. E antes mesmo que recebesse o piano que havia comprado, Neda morreu assassinada ao lado de seu professor de música.
Meu Deus, como podemos aceitar uma coisa dessas? Como podemos deixar que dirigentes e nações impeçam a liberdade? Destruam vidas e famílias? Chega de fanatismo. O problema é nosso também, se não podemos lutar, ao menos oremos pedindo paz. O mundo deve isso à Neda Agha-Soltan, O Anjo da Liberdade.

Beijos e até amanhã,
Márcia Fernandes.
Posted in Atualidades Sem categoria por Márcia Fernandes. 15 Comentários

Obsessão

“A obsessão é uma ação permanente que um espírito mau
exerce sobre um indivíduo”. (Kardec)
A maioria das pessoas que me procura reclama que a vida não flui, que o dinheiro não rende, que os objetivos nunca são alcançados, que fenômenos estranhos acontecem. No entanto, poucas delas sabem que a causa pode ser um espírito obsessor influenciando a sua vida. Mas afinal, o que é obsessão?
Simplificando, a obsessão é a ação de um espírito sem luz sobre nós. Essa influência pode ocorrer de diversas maneiras e níveis. Um obsessor pode estar ao nosso lado “apenas” sugando energia, podendo também influenciar as nossas atitudes, causando perturbações, distúrbios e muita dor.
No segundo caso, o que acontece com freqüência é julgar que uma pessoa influenciada por um espírito sem luz está apenas com problemas psicológicos, o que impede o tratamento espiritual adequado. Esse desequilíbrio espiritual pode nos trazer problemas físicos e psicológicos, como a depressão ou a esquizofrenia.
Mas afinal, se tudo é causado pela presença de obsessores, como obtemos a sua companhia? Na verdade, todos nós temos espécies de antenas receptoras ou irradiadoras que, em desequilíbrio, acolhem pessoas na mesma situação no mundo extra-físico.
Logo se estamos bem, atraímos boas energias, se estamos mal, espíritos sem luz. Além disso, existem algumas pessoas que são como imãs para os desencarnados, como é o caso dos capricornianos, virginianos e librianos. Todos sem exceção, quando sob influência, devem se tratar.
Segue alguns sintomas:
  • Dores de cabeça freqüente
  • Pés e mãos gelados
  • Zumbido no ouvido
  • Enjôos e náuseas
  • Visualização de vultos
  • Audição de vozes
  • Energia sugada em lugares pesados
  • Sonhos premonitórios
  • Dores nas costas
  • Arrepios no corpo
Para se livrar desses espíritos sem luz é necessário fazer uma terapia espiritual, de maneira calma e consciente. Aqui vão algumas dicas:
  • Cabe-nos encaminhar os obsessores para que se rendam ao amor e ao autoconhecimento.
  • Devemos sempre ampliar a consciência do obsessor.
  • Não adianta falar de religião, devemos falar de vida e consciência.
  • Creia, cresça e desenvolva a sua força interna.
  • Elimine a tristeza.
  • Ore o salmo 91 e também o 66.
  • Faça freqüentemente rituais de limpeza espiritual.
Lembrando sempre, que os tratamentos espirituais não substituem os tratamentos médicos.
Por hoje paramos por aqui, espero que tenham gostado. Bom fim de semana.
Beijos,
Márcia Fernandes.
Posted in Lidando com o Invisível por Márcia Fernandes. 5 Comentários

Quiromancia

Quando pensamos em leitura de mãos, logo nos vem a imagem de uma cigana analisando a mão, não é mesmo?  Mas na verdade, a crença de que o destino está escrito em nossas mãos  faz parte de diversas culturas e por isso a quiromancia existe há milhares de anos.
Esse estudo nos proporciona um maior autoconhecimento, revelando diversas características físicas e psicológicas.Quando se faz a leitura da mão, diferentes aspectos são analisados. O formato dos dedos, a forma da mão, o polegar, as linhas, e os montes. E é exatamente sobre eles que vou falar, hoje.
As mãos são compostas por oito montes, cada um tem um nome e define uma característica especifica, quanto maior o monte, mais forte a influência de determinada característica no temperamento da pessoa.
MAO BLOG
  1. Monte de Vênus representa as emoções básicas, o físico e o sexual. Quando grande, representa um bom apetite, e boa disposição sexual. Quando baixo indica uma saúde mais frágil.
  2. Monte de Marte inferior: representa a agressividade, o lado selvagem da pessoa. Quando pequeno, simboliza timidez. De tamanho médio, indica uma pessoa corajosa e agressiva. Grande, um temperamento impulsivo e um grande apetite sexual.
  3. Monte de Jupiter: representa a sociabilidade. Se a pessoa não apresenta esse monte desenvolvido, deve ter problemas em lidar com a autoridade. Se for desenvolvido, apresenta boas relações sociais e capacidade de liderança.
  4. Monte de saturno: representa a introspecção. A inexistência desse monte indica pouco poder de decisão e negativismo. Um monte de Saturno saliente é sinônimo de consciência emocional e fidelidade.
  5. 5. Monte de Apolo: representa a capacidade criativa. Quando baixo, simboliza pouco poder criativo. Alto, indica extravagância e habilidades artísticas.
  6. Monte de Mercúrio: representa o poder de comunicação da pessoa.  Ou seja, quanto maior melhor a sua expressão. Se o seu monte de Mercúrio for baixo, provavelmente enfrentará dificuldades nessa área.
  7. Monte de Marte superior: representa o grau de resistência e determinação. Assim, um monte bem definido indica coragem, segurança e persistência. Caso contrário, simboliza falta de foco e de firmeza.
  8. Monte da Lua: representa a sua ligação com a imaginação e a realidade. Quando pequeno, indica muita racionalidade. Se grande, equilíbrio entre a razão e a imaginação.
Pois é, nossas mãos revelam muito sobre nós.
Beijos,
Márcia Fernandes.
Posted in Destino por Márcia Fernandes. 3 Comentários

Elementais

A natureza é composta por 4 elementos, fogo, terra, ar e água. Cada um desses elementos são como reinos, onde vivem os Elementais, seres invisíveis aos olhos humanos.
Essas criaturas são como espíritos da natureza. E por isso são encarregadas de defender a fauna e a flora do planeta. Mas não os temas, se você ama e cuida da natureza, com certeza os terá ao seu lado, te protegendo também.
As fadas, como já falamos, são elementais do ar, assim como os silfos.  Ainda que não seja possível vê-los, pode-se notar as suas ações no ar, basta olhar para o céu e perceber os desenhos das nuvens.
Nas águas de todo o planeta vivem as Ondinas. Habitantes do planeta subaquático, como a Pequena Sereia. Além da beleza e do poder de sedução, esses elementais cuidam das correntes e da limpeza da água.
Já da terra quem cuida são aqueles seres simpáticos e baixinhos, os gnomos. Conhecidos pela sabedoria e conhecimento, eles são capazes de encontrar todas as riquezas guardadas da terra.
E por último o fogo é representado pelas Salamandras. Estes elementais protegem a mais poderosa das energias: o amor intenso, a união, a iluminação e a alegria; ou ao contrário, a violência, a ira e a vingança.
Todos eles têm templos onde se comunicam com o Divino. E, embora essas encantadoras criaturas vivam em seus ambientes, podem entrar em nossas casas quando convidadas.
Se isso acontecer, pode ter certeza que você terá boas energias fluindo. Lugares bonitos, cheirosos, com plantas águas e cristais são extremamente atrativos. Então que tal montar um altar em homenagem a elas?
Altar aos elementais
- 1 copo de água para as Ondinas
- 1 cristal para os Gnomos
- 1 planta para os Gnomos
- 1 cheirinho (spray) de alecrim para as Fadas
- 1 vela 7 cores para as Salamandras
E deixe tudo lindo, tá?
Oração aos Elementais
Pequeninos guardiães
Seres de luz infinita
De dia me tragam a paz
De noite os dons da magia
Invisíveis guardiães
Protejam os quatro cantos da minha alma
Os quatro cantos da minha casa
Os quatro cantos do meu coração.
Beijos e até amanhã,
Márcia Fernandes.
Posted in Lidando com o Invisível por Márcia Fernandes. 10 Comentários

Eu acredito em Fadas

Quem não conhece a linda história do Peter Pan? De um lado o menino que não quer crescer, que acredita em fadas, piratas e magias. Do outro a pequena Wendy, a menina que não acredita em contos de fadas, e que só consegue ver a triste realidade dos adultos.
Meu Deus, assim como a Wendy, nós todos perdemos a inocência, a esperança, a fantasia. E por isso, mesmo sem razão aparente, sentimos freqüentemente solidão e tristeza. A verdade é que a modernidade e as injustiças do mundo nos esfriaram e nos afastaram do Divino.
Apesar de 96% da humanidade acreditar em Deus, a maioria perdeu seu lado lúdico, precisando de explicações e comprovações para a fé. Você, por exemplo, acredita em fadas? Fadas tipo a Sininho? Não? Pois deveria, elas existem e podem te ajudar a ser mais feliz.
Mas não seja mais um chato querendo ver fadas, para então acreditar nelas. Na Terra do Nunca cada vez que alguém diz que elas não existem, uma delas morre. Então que tal apenas amarmos estas “sininhos” e pedir a elas proteção?
Recupere o seu lado criança, alegre, feliz, lúdico. Entenda que quanto mais chato e mal humorado você for, mais perderá a aura e a luz que advêm de nossos sete chakras. Afinal, rachaduras na alma nos levam até a loucura, pois provocam nossa comunicação com outras dimensões.
Então acredite em fadas, em gnomos, nas salamandras e nas ondinas, são todos elementais que influenciam a nossa vida. Se permita, ame a vida e chame uma fadinha linda para te ajudar. Mas lembre-se não caçoe delas, pois se maltratadas são bravas e vingativas.
Semana que vem volto com mais dicas e informações sobre os elementais. Não percam, tá?

Beijos,
Márcia Fernandes.
Posted in Lidando com o Invisível por Márcia Fernandes. 30 Comentários

Timidez

No convívio diário com as pessoas, notamos diferentes tipos de personalidade, de comportamento. Algumas são carinhosas, outras mais frias, brincalhonas, sérias, extrovertidas, tímidas. E são exatamente as mais tímidas que têm me chamado muita atenção.
O perfil de um tímido é muito fácil de diagnosticar, mas a causa e a conseqüência desse comportamento não são tão simples. A timidez é na verdade um desconforto diante de situações sociais que atrapalha as conquistas e as vivências das pessoas.
Claro que todos somos afetados pela timidez em determinadas situações. Afinal ela age como um filtro comportamental, que impede atitudes que nos exponham. Mas o tímido crônico, aquele que se sente sempre inibido, sofre na verdade de baixa estima.
É, quando a baixa estima aparece, ela tem uma leitura! Por exemplo, se você não é apreciado pelas pessoas que ama, pode ter certeza que isso se converte em insegurança. A falta de carinho, pode se tornar o medo de amar. O excesso de críticas, o medo do fracasso.
Mas na visão de Deus somos todos iguais, nem melhores nem piores do que os outros. Amor próprio não é egoísmo, devemos nos amar do jeito que somos. Lembrando que foi Deus, o nosso Pai, que nos fez assim e nos deu a vida de presente para mudarmos o nosso futuro para melhor.
Então, se você se considera tímido, é preciso ter serenidade com você mesmo. Por receber tanta crítica dos outros, você acaba se fechando e se tornando tímido para se proteger. Que tal nós todos revermos isto? Como pais, como filhos e como seres humanos?
Ao invés de colocar críticas em nosso pensamento, vamos elevá-lo!!! Vamos orar o salmo 119, diariamente, pedindo a Ele que nos dê sabedoria e amor. Quem sabe assim aprendemos a lidar com o próximo e com o nosso eu interior?
Além disso, para você que é tímido, fica a minha dica: tomar banho de Sal Grosso Azul duas vezes por semana, para limpar a aura. E banho de sabonete de cabra por pelo menos 30 dias consecutivos para te dar coragem.
Beijos e até amanhã,
Márcia Fernandes.
Posted in Lidando com o Invisível por Márcia Fernandes. 7 Comentários

Mediunidade Infantil – Manhã Maior (06/07/10)

O programa hoje foi Mil. Falamos sobre um assunto que eu adoro: mediunidade infantil. É muito interessante, se você perdeu, assista:


Posted in Manhã Maior por Márcia Fernandes. 6 Comentários

Defumar ou não, saiba o que fazer.

Muitas pessoas me procuram querendo saber uma forma de harmonizar a sua casa ou escritório. Uma das maneiras mais completas de fazer uma limpeza de ambiente é a defumação. Neste ritual o ar se torna fonte de energias, que permeiam por todos os espaços da casa.
Além disso, o processo de defumação descarrega o corpo humano, sensibilizando a psique e deixando-o mais leve. Com as vibrações mais sutis, a comunicação com o Plano Astral Superior fica mais fácil, e por isso a defumação é usada também em cultos religiosos.
Há certas ervas que deixam o ambiente tão agressivo e incomodo que as almas fogem, e por isso devem ser ministradas com cuidado.  É o caso do enxofre, que se não for neutralizado pode desequilibrar o ambiente. Por isso a defumação deve ser feita de acordo com a necessidade de cada um.
É preciso entender que os elementos naturais, quando mal utilizados, podem atingir agressivamente o corpo astral prejudicando a clarividência, a saúde, física e espiritual. E ainda, quando usados nos ambientes podem sobrecarregá-lo com energias de baixa vibração.
Uma erva que todos nós podemos usar é a arruda. Extremamente poderosa, ela livra o homem de todas as projeções fluídicas inferiores.  Então, tenha sempre um galho de arruda em um litro de água mineral para energizar as pessoas e o ambiente. Ela queimará os miasmas.
Outra boa indicação para manter a sua casa em harmonia, é usar o Guiné-Pipi. Fortíssimo, quando absorve o anidrido carbônico e exala oxigênio puro. O alecrim também é indicado, pois ajuda na aproximação ao Divino, e elimina os desencarnados do local.
O poder das ervas é indiscutível, mas eu, particularmente tenho as minhas dúvidas em relação à fumaça produzida pela defumação. Apesar das suas propriedades, ela pode ser confundida com ectoplasma e atrair almas que vagam.
Por isso, na minha opinião, pessoal e mediúnica, defumar é legal apenas em alguns casos. Por exemplo, para os Pagés, os Magos, os Exorcistas, os Pretos Velhos, que usam a fumaça do charuto para limpar o consulente.
Para nós uma opção mais segura é o spray defumador, que não tem contra-indicações. Ele é desenvolvido com diferentes ervas, na medida certa para não sobrecarregar a sua casa e nem desequilibrar a sua aura. E, além de tudo, não produz fumaça.
Beijos,
Márcia Fernandes.
Posted in Sem categoria por Márcia Fernandes. 8 Comentários

Inimigos Ocultos

Todos nós ficamos doentes, afinal ninguém é de ferro. Mas vocês já repararam como determinadas doenças se repetem nas mesmas pessoas? Observe a sua famílias e os seus amigos, sempre tem aquele que tem problemas respiratórios, ou aquele que tem dores nas costas.
Ao contrário do que a maioria imagina, nem sempre a explicação para os problemas de saúde são genéticos. A causa de uma Doença pode ter um funco emocional. Se você sempre sente os mesmos sintomas, provavelmente está somatizando alguma situação.
Imagina que você tem feito algo que tem te machucado, e você sempre repete isso, seu corpo vai responder como forma de dizer pare! Muitas vezes o problema de saúde é a resposta do corpo às nossas próprias atitudes. Sendo elas bem intensionadas ou não.
Ou seja, nós criamos inimigos ocultos em nosso corpo. A cura de muitos problemas está no autoconhecimento, pois é ele que permite a mudança, a transformação. Então olhe para si e veja o que você tem e quais atitudes podem estar causando isto.
Segue alguns exemplos de doenças e suas causas:
Sofre de reumatismo:Quem vive de forma triste;
Quem é sempre egoísta.
Sofre de artrite:Quem aponta os defeitos do próximo.
Sofre de bursite:
Quem vive com os músculos tensos.
Sofre da coluna:
Quem nunca permite que a vida aconteça naturalmente;
Quem assume todas as responsabilidades.
Sofre dos rins:
Quem teme enfrentar os problemas.
Sofre de gastrite:
Quem age emocionalmente;
Quem age impulsivamente.
Sofre de prisão de ventre:
Quem guarda as suas mágoas;
Quem se torna duro e frio.
Sofre dos pulmões…
Quem não respira novos ares;
Quem não libera os maus fluidos.
Sofre do coração:
Quem retém ressentimentos;
Quem não têm amor próprio e, por isso, não consegue amar ao próximo.
Sofre da garganta:
Quem não fala o que precisa;
Quem reclama o tempo todo.
Sofre dos ouvidos:
Quem não escuta a sie e ao próximo;
Quem se faz de surdo ao chamado de Deus.
Sofre dos olhos:
Quem vê maldade em tudo;
Quem não quer ver a verdade.
Sofre de distúrbios da mente:
Quem engana a si mesmo;
Quem não cuida dos próprios pensamentos;
Quem mantêm a cabeça no mundo da lua.
Não tem jeito, como sempre falamos tudo é regido pela lei da causa e efeito. Somos, certamente, o maior amor das nossas vidas! Mas somos também os criadores dos nossos inimigo ocultos, escondidos no interior de nós mesmos.
Beijos,
Márcia Fernandes.
Posted in Lidando com o Invisível por Márcia Fernandes. 10 Comentários

Qual a importância dos relacionamentos?

Estou sempre em contato com as pessoas e tenho observado entre elas uma nova forma se relacionar. Não apenas no relacionamento a dois, mas nas relações humanas em geral é possível notar um esfriamento, um distanciamento, especialmente nos mais jovens.
É claro que isso não é fruto apenas da idade, mas também das mudanças no estilo de vida. A tecnologia tem tornado tudo mais rápido, acelerado, e globalizado, tanto no trabalho quanto na vida pessoal. E claro que aqueles que têm mais contato com esse mundo, são mais influenciados por ele.
Mas o que noto, infelizmente, é que aquilo que poderia ser utilizado para a união, acaba afastando as pessoas.
Twitter, Orkut, Facebook, MSN, são ferramentas fantásticas, nos permitem falar com aquela pessoa mais distante, ou aquela que não vemos há muito tempo. No entanto, são essas mesmas ferramentas que inibem uma ligação entre amigos, até mesmo no dia do aniversário, não é mesmo?
E a pressa então? Na correria do dia a dia quem nunca fechou a cara no elevador? Fingiu não ver o seu vizinho? Não respondeu aos amigos no telefone? E com isso vamos nos tornando cada vez mais intocáveis, mais frios.
Surge então o medo do relacionamento, a dificuldade do contato e da entrega. Passamos a não querer ser requisitados por um professor ou chefe, a não querer conhecer outras pessoas, chegando até mesmo a evitar um abraço ou um carinho de nossos pais.
Acontece que os problemas não param por aí, sozinhos no quarto bate aquele temor, o medo da solidão. Não há tecnologia que preencha esse vazio. Então, vulneráveis, muitos de nós buscam outras pessoas, com quem acabamos “ficando” e não amando.
No fim nos tornamos pessoas rasas, com relacionamentos superficiais, e com um enorme vazio na alma. Então, por favor, vamos mudar isto! Só hoje, vale a pena tentar encarar o próximo. Só hoje, vale não ter medo de ser tocado. Só hoje, vale abrir o coração e sentir.
Que tal dar 6 abraços por dia? No vizinho, no irmão, no padeiro, no açougueiro, no porteiro… Vou correndo abraçar…
Muito amor para todos vocês,
Márcia Fernandes.
Posted in Dedicação Dicas por Márcia Fernandes. 4 Comentários

Crimes Passionais – Manhã Maior (01/07/10)

Hoje no Manhã Maior falamos sobre como os espiritos de pessoas brutalmente assassinadas fazem a passagem. Foi o máximo!!! Confiram:




Beijos,
Márcia Fernandes.
Posted in Manhã Maior por Márcia Fernandes. 3 Comentários

O país da felicidade

“A felicidade não é um destino. É um método de vida.” (Burton Hills)
Se perguntássemos a todas as pessoas: o que você mais quer da vida? Tenho certeza que a maioria responderia: “Ser Feliz”. No entanto não é para isso que nós, cidadãos, vivemos hoje e tão pouco é para isso que os políticos governam.
Afinal, no nosso cotidiano o que mais vemos e percebemos são as constantes preocupações com o dinheiro, com o poder econômico, com a balança comercial e o PIB, Produto Interno Bruto. Pouco se fala em bem estar, e felicidade parece mais nome de novela das seis.
Ainda assim em pleno século XXI existe um país que não se importa com a riqueza da nação, neste país o índice mais importante é o FIB, felicidade interna bruta. Butão, um pequeno reinado localizado nas montanhas do Himalaia, e sua política têm sido alvo de comentários de governantes e cidadãos do mundo inteiro.
Butão, Himalaia
Butão, Himalaia
Há algumas décadas, o rei de Butão, Jigme Singye Wangchuck, com apenas 17 anos, ao ser questionado pela imprensa sobre a crise econômica afirmou: “Felicidade Interna Bruta [FIB] é mais importante que Produto Interno Bruto [PIB]“.
O que inicialmente parecia apenas uma saída diplomática se tornou o conceito de toda a sua administração. Desde então toda ação política é feita visando o bem estar da comunidade. E o índice que avalia a o seu reinado é o FIB, através de nove parâmetros básicos:
1. Padrão econômico
2. Governo
3. Educação
4. Saúde
5. Vivência comunitária
6. Meio ambiente
7. Cultura
8. Aproveitamento do tempo
9. Bem estar psicológico.
E não poderia haver parâmetros melhores, afinal as pessoas felizes trabalham e vivem melhores. Cria-se o verdadeiro sentimento de nacionalismo, vindo da admiração pelo país e do sentimento de comunidade.
Além disso, as boas vibrações, a energia gerada por essa paz, por essa harmonia, só pode atrair boas coisas. Então, vamos olhar para Butão como um exemplo daquilo que pode ser feito. Vamos acreditar na mudança e na felicidade.

Beijos,
Márcia Fernandes.
Posted in Atualidades por Márcia Fernandes. 9 Comentários

Inteligência Espiritual

No inicio do século passado o QI (quociente de inteligência) era a forma de medir a capacidade intelectual de uma pessoa. Mas o mundo evoluiu e, de uns tempos para cá, a inteligência emocional também passou a fazer parte dessa avaliação.
Claro que isso faz todo o sentido, afinal nós somos razão e emoção, mas somos também espírito, e essa percepção não poderia ser deixada de lado. Pois é, por isso algo, que para nós espiritualistas é instintivo, tem se tornado pauta de alguns estudiosos pelo mundo, a maneira de lidar com a espiritualidade.
Dessa forma, surgiu o QS: quociente de inteligência espiritual. Ele mede a capacidade individual de usar o lado espiritual para ter uma vida mais rica e completa. Ter um alto quociente implica em ser extremamente capaz de lidar com questões éticas e valores humanos.
Claro que não é tão simples compreender a diferença entre a inteligência emocional e espiritual, afinal ambas entendem e percebem sentimentos e valores. Mas, simplificando, apenas o nosso lado espiritual é capaz de questionar e transformar, pois está ligado ao nosso eu mais íntimo, a alma.
Por isso, o desenvolvimento da inteligência espiritual nos permite alcançar uma situação de vida mais plena.  Pois nos leva ao autoconhecimento, a valorização dos princípios, a tolerância, ao questionamento, a compaixão, entre outros.
O conceito de uma terceira inteligência surgiu porque os cientistas reconheceram em nosso cérebro o chamado “ponto de Deus”. Ou seja, “Ponto de Deus” é onde nós humanos tentamos encontrar sentido para a vida, é a parte do nosso cérebro responsável pelas nossas experiências espirituais.
Na 4ª, 5ª e 6ª consciência cósmica, nós podemos transitar com a mente e com a alma. Nossa alma já pertence a 4ª consciência, porém vivemos aqui com dor na 3ª dimensão, onde a inteligência espiritual coletiva é baixa. Comunicação com outras dimensões, cura quântica, viagens astrais, está tudo a nossa disposição.
Então, mais uma vez ressalto a importância de saber lidar com a sua espiritualidade, de cuidar do espírito assim como da mente e do corpo. Pessoas evoluídas espiritualmente são capazes de cultivar um mundo melhor e mais justo. E, claro, de serem mais felizes.
Será que você é espiritualmente inteligente? Responda:
- Você questiona tudo?
- Você é independente?
- Tem compaixão (amor + perdão)?
- É idealista?
- Costuma meditar?
- Tenta estimular o amor?
- Se ama?
- É natural?
Se você respondeu sim à maioria, significa que tem um bom QS. Senão, tente aumentar a sua inteligência espiritual, para isso, é preciso ativar o amor pela nossa existência, reconhecer a emoção e crescer.
Beijos,
Márcia Fernandes.
Posted in Atualidades Lidando com o Invisível por Márcia Fernandes. 10 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário